Ir para conteúdo

Balanceamento

images (2)

Quem é cuidadoso sabe: a direção consciente e a manutenção do veículo são itens essenciais para a tranquilidade do motorista. E um dos processos mais importantes da boa manutenção é o alinhamento, que inclui um reparo conhecido como “geometria”.

“Geometria da suspensão e direção” é uma expressão que parece complicada, mas consiste apenas no alinhamento da suspensão dianteira dos automóveis, que pode se desregular por vários fatores, como acidentes, excesso de buracos e desgaste dos pneus. Durante o procedimento, também são alinhadas as barras de direção.

A geometria é indicada nos seguintes casos:

1. No caso de um acidente ou colisão forte com um obstáculo ou buraco;
2. Após a troca de pneus, ou se os mesmos apresentarem um grande desgaste;
3. Se você notar que o veículo está instável ou “puxando” para um dos lados;
4. A cada 7 mil quilômetros rodados, ou nas manutenções indicadas pelo fabricante do seu carro;
5. Quando forem trocadas peças da direção ou suspensão.

Quando o carro está desalinhado e precisando passar pela geometria, é comum que os pneus dianteiros se desgastem de forma desigual, por exemplo, mais do lado interno ou externo. Se você notar esse problema, leve o carro a uma oficina o quanto antes.

Se o problema não for corrigido, além do desgaste dos pneus, o veículo vai consumir mais combustível, ficar mais “pesado” e instável, sobretudo durante curvas, aumentando o risco de acidentes.

Carros com suspensão rebaixada, a ar ou com molas tipo rosca apresentam ângulos não-especificados pela montadora em sua geometria, fato observado no processo de alinhamento.
Durante a geometria, os ângulos entre os pneus e o carro, entre os pneus e a carroceria, as colunas de suspensão e os componentes da direção são avaliados e, caso estejam fora do eixo, corrigidos em um equipamento apropriado. É por isso que o procedimento só pode ser feito em oficinas, por profissionais capacitados.

Sempre que você fizer alguma alteração na suspensão do seu carro, também vale a pena incluir a geometria no check-up.

O balanceamento de rodas faz parte do pacote básico de cuidados que você precisa ter com seu veículo. Assim como o alinhamento, o balanceamento está relacionado à suspensão do carro, evitando trepidações na direção e garantindo que o desgaste dos pneus seja uniforme.Atritos e impactos fortes nos pneus são ocorrências comuns, causando desgastes pontuais e reduzindo a vida útil do pneu, além de diminuir o conforto do motorista durante a direção. O balanceamento de rodas é feito, justamente, para consertar esse problema e permitir segurança, conforto e maior longevidade aos pneus.
Quando preciso fazer o balanceamento de rodas no meu carro?
O balanceamento pode ser feito de duas formas: local, sem retirar as rodas do veículo, ou através do balanceador de coluna, retirando as rodas. A periodicidade para fazer balanceamento dos pneus pode variar bastante de acordo com o quanto você usa o seu veículo, mas, via de regra, não deixe de fazer o balanceamento nas seguintes ocasiões:
Durante a primeira revisão do seu veículo, após 10.000 km rodados;
Quando seus pneus forem trocados por novos;
Quando for feito o rodízio dos pneus;
Ao efetuar reparos na câmara de um ou mais pneus;
Caso você sinta qualquer trepidação diferente no volante enquanto estiver dirigindo.

Alinhamento e balanceamento de pneus são a mesma coisa?

Apesar de caminharem de mãos dadas, alinhamento e balanceamento não são a mesma coisa . Enquanto o alinhamento se encarrega de equilibrar o ângulo das rodas de forma que todas recebam o mesmo impacto em contato com o solo, o balanceamento repara as trepidações sentidas pelo motorista, regulando roda, pneu e câmara através de contrapesos de chumbo.

O que acontece quando o balanceamento não é feito?

Além de causar muito desconforto e insegurança ao dirigir, os efeitos da falta de balanceamento de rodas são:
Perda de tração e estabilidade do veículo;
Dificuldade em manter a trajetória do veículo;
Diminuição da longevidade do pneu devido aos desgastes nos rolamentos, amortecedores e terminais de direção;
Diminuição da vida útil da suspensão do veículo devido ao desgaste dos seus componentes.

Não deixe de conferir no manual do seu carro as recomendações de tempo para cada revisão e sempre procure um profissional de sua confiança ao perceber qualquer comportamento estranho por parte do veículo enquanto estiver dirigindo.

Balanceamento de rodas faz parte do pacote básico de cuidados que você precisa ter com seu veículo. Assim como o alinhamento, o balanceamento está relacionado à suspensão do carro, evitando trepidações na direção e garantindo que o desgaste dos pneus seja uniforme.