Ir para conteúdo

Sistema de Suspensão

A suspensão é um conjunto de molas, amortecedores e braços utilizados para reduzir o impacto da irregularidade da pista aos ocupantes do veículo.

Mechanic is checking the shock absorbers of a modern car
Mechanic is checking the shock absorbers of a modern car

A suspensão também é responsável pela estabilidade do veículo.
Suspensão
01 Junta Homocinética Fixa
02 Coifa
03 Junta Homocinética Deslizante
04 Batente
05 Amortecedor
06 Pivô
07 Terminal de Direção
08 Tirante
09 Bucha da suspensão
10
Terminal Axial
11 Eixo Interconector
12 Tirante da Barra Estabilizadora
13 Coxim Superior do Amortecedor
14 Mola Helicoidal

A suspensão é o sistema que tem a função de absorver as vibrações e choques das rodas, proporcionando conforto aos ocupantes do veículo e garantindo o contato das rodas com o solo.

Mais importante: é elemento vital para assegurar os níveis pretendidos de estabilidade do veículo, nas freadas, em curvas e em situações onde o melhor comportamento do veículo é solicitado de forma crítica. Ela é vital para a segurança ativa do veículo, ajudando a não comprometer a integridade física do usuário.

Formada por uma série de componentes (amortecedores, molas, bandejas, braços, pivôs, buchas, barra estabilizadora e bieletas), a suspensão sofre desgaste natural com o uso, podendo prejudicar o desempenho do veículo, que fica mais vulnerável ao fazer curvas, ao trafegar em solos irregulares e outras situações comuns em estradas e ruas do país.

Por isso, é fundamental que o motorista fique atento aos sinais que indicam a necessidade de substituição desses importantes componentes. Formas de dirigir mais agressivas podem provocar um desgaste maior e prematuro da suspensão. É diferente passar por buracos e crateras de uma maneira cuidadosa em baixa velocidade do que frear bruscamente ou simplesmente ignorar esses obstáculos sem reduzir a velocidade.

Imagine esse hábito sendo repetido todos os dias. Não há suspensão que agüente o tranco. A não ser no caso dos veículos produzidos para enfrentar solos acidentados, como os 4X4. Sendo assim, o melhor a fazer é maneirar quando não der para desviar desses inconvenientes inimigos permanentes dos automóveis.

Para ajudar a identificar os problemas e sintomas que podem ocorrer na suspensão, veja algumas dicas:
Amortecedores

Problema: amortecedores gastos deixam de exercer a sua função e ficam sem ação, o que leva ao desgaste prematuro dos componentes da suspensão.
Sintoma: Veículo sem estabilidade e barulho na suspensão.

Molas

Problema: quando estão gastas ficam sem ação e provocam o desgaste prematuro dos componentes da suspensão.
Sintoma: veículo sem estabilidade e barulho na suspensão.

Bandejas e braços

Problema: danificadas e buchas gastas.
Sintoma: barulho na suspensão e dirigibilidade comprometida.

Pivôs e buchas

Problema: folga ou gastos.
Sintoma: Barulho na suspensão.

Barra estabilizadora e bieletas

Problema: folga ou gastos.
Sintoma: veículo sem estabilidade e barulho na suspensão.

Prevenção:

Antes de mais nada, não ignore os sinais (acima mencionados) que o seu veículo estiver emitindo para você.
Siga rigorosamente a quilometragem especificada pelo fabricante para a manutenção preventiva, alinhamento e balanceamento dos pneus.
Não modifique a originalidade da suspensão (diminuir o comprimento das molas, alterar diâmetro de rodas/pneus, etc). Lembre-se que o fabricante investiu muito tempo, conhecimento e dinheiro para produzir o seu veículo e garantir sua segurança e desempenho. Alterações na sua estrutura, principalmente nos itens que afetam diretamente a segurança, são muito arriscadas.

Ou seja, o sistema de suspensão é considerado parte integrante da segurança veicular ativa dos veículos e responsável por suavizar as trepidações do conjunto pneu/roda com o solo, garantindo a dirigibilidade e estabilidade do veículo. Portanto, cuide bem para manter o seu veículo sempre seguro.